1. Brasil

Divisão entre globalistas e nacionalistas  

11 de julho de 2017 - 20:29:06

 

Entre outras coisas interessantíssimas que disse no I Seminário Capixaba de Filosofia, o Filipe G. Martins observou que, nas próximas eleições, à tradicional disputa esquerda x direita se superporá a divisão entre globalistas e nacionalistas (ou “soberanistas”). Na esquerda, a Marina Silva representa os globalistas, o Ciro Gomes os nacionalistas. Na direita, João Dória os globalistas e Jair Bolsonaro os nacionalistas. Acrescento apenas que, ao longo do processo, a coisa pode complicar-se ainda mais, tendo em conta que tanto o bloco russo-chinês quanto o islâmico podem tentar instrumentalizar alguns movimentos nacionalistas.

Se o Itamar Franco, em vez de deixar a idéia ser usurpada pelo Ignacio Ramonet (que a reduziu a um festival de esquerdismo convencional), tivesse realizado o meu projeto de um congresso nacionalista mundial, hoje a situação estaria mais clara e a disputa de globalismo versus nacionalismo, que é a questão essencial e substantiva do nosso tempo, dominaria totalmente o panorama eleitoral brasileiro, sem deixar-se contaminar por lealdades grupais remanescentes de outra época.

Nando Castro O senhor acha que ainda há possibilidade desse congresso ser viabilizado?

Olavo de Carvalho Sim, mas falta algum líder nacionalista com o prestígio do Itamar Franco para promovê-lo.