1. Literatura

Meu mestre de estilo

24 de julho de 2017 - 4:47:25

No dia em que eu começar a escrever só para expressar meus gostos, preferências e ojerizas, ou para dizer como eu gostaria que o mundo fosse, podem me internar. Um escritor que se preza tem de escrever sobre ALGUMA COISA, e essa coisa tem de existir e ser importante e complicada o suficiente para exigir esclarecimento. Fora disso, é melhor que fique quieto.

No dia em que eu usar um eufemismo sem ser de pura gozação, minha carreira de escritor estará encerrada.

O mais belo eufemismo da língua portuguesa é “Peidei no pau dele”.

Meu mestre de estilo é aquele menininho espanhol: “Yo estaba cagando…”