1. Brasil
  2. Cultura

Sobre “A Corrupção da Inteligência”, livro de Flavio Gordon

10 de agosto de 2017 - 16:27:14

Há anos ensino que toda ciência social digna do nome começa com o cientista tomando consciência das influências socioculturais que o formaram e da sua própria posição no quadro da sociedade em que vive. É impossível aprender em qualquer universidade brasileira essa precaução metodológica elementar, sem a qual o pretenso cientista social é apenas uma função profissional sem gente dentro, falando de uma sociedade que só existe no mundo bidimensional das convenções acadêmicas e cacoetes grupais.

Lendo, em provas, o livro de Flavio Gordon, “A Corrupção da Inteligência”, que deve sair em breve pela Record, noto que esse meu caro aluno não só aprendeu a lição, mas a incorporou no centro mesmo da sua consciência, de onde enxerga com clareza exemplar o fenômeno da devastação intelectual brasileira, que a intelectualidade acadêmica não pode perceber pela simples razão de que ela mesma o criou e o personifica.

Partindo do exame anamnético da sua própria formação cultural, o autor capta com exatidão os laços íntimos entre a destruição da alta cultura no Brasil e a instrumentalização dos órgãos de cultura por interesses partidários vis e oportunistas, com a cumplicidade da grande mídia e do empresariado.

Mais tarde escreverei mais sobre esse livro, do qual anuncio, desde já, que será leitura indispensável para todos os meus alunos e demais interessados em puxar o Brasil para fora do lamaçal da inconsciência.

 

  • J.Ricardo C.Monteiro

    Ele enxergou ou repetiu?

  • Anderson Oliveira

    Professor Olavo! Aproveitando o assunto, queria lhe comunicar algo. O livro “História da Literatura Ocidental” do Carpeaux precisa ser lançado novamente.