1. Mentalidade Revolucionária
  2. Sociedade

Sobre os que se vêem habilitados a planejar e decidir o futuro da espécie humana

17 de janeiro de 2018 - 2:03:39

Uma das coisas que mais me surpreendem é o número de pessoas que se crêem habilitadas a planejar e decidir o futuro da espécie humana como um todo. Por toda parte há ONGs, mega-empresas, organismos internacionais, fundações, universidades, governos, órgãos de mídia — repletos desse tipo de gente, subsidiada com verbas bilionárias, reinventando o mundo em escala planetária, quando não intergalática, e acreditando piamente que, se a humanidade a obedecer, tudo vai ser lindo maravilhoso. Eu não tenho nenhum plano global para o futuro da espécie humana, mas algo me diz que tudo iria melhor se o dinheiro dado a essa turma fosse empregado na solução de problemas do aqui e agora.

  • Odilon Rocha

    Mas não há duvida, caro Professor! Perfeito. O tal lema debiloide saído do encontro entre fadas e duendes, magos e borboletas, UM OUTRO MUNDO POSSÍVEL, atesta o que senhor disse, finalizando a exposição. Obviamente, sem essa gente.

  • Antônio Augusto Simões

    Professor me perdoe pela sinceridade, mas esse seu artigo é o óbvio ululante. O senhor não deve ter mais tempo nem de ir ao banheiro, por isso creio que o senhor rabiscou algum devaneio e pediu que editassem. Esse artigo, para mim, foi como se estivesse mergulhando num piscina vazia. “Cliquei no titulo, caí, e me espatifei no fundo da piscina”. Grande abraço e obrigado por tudo que o senhor fez pelo Brasil e pelos brasileiros.

  • Romanorum

    Discordo em se achar que esse gente seja a real motora e idealizadora do estado de coisas em que vive o Ocidente em especial. Esses “ingênuos” bem intencionados, se é que o são mesmo e tenho minhas sérias dúvidas, na verdade são instrumentos e objetos manipulados pelos mentores discretos e ocultos, que não visam nenhum bem ao resto da humanidade que não faça parte da sua tribo. Pelo contrário, suas metas são mais do que sinistras, ou ideologicamente de esquerda(sinistra), são satânicas e impiedosas, vendendo por meio desses tolos vaidosos e presunçosos, um mal em essência, travestido de boas e até excelentes intenções manipulando a narrativa e impondo a ditadura do discurso politicamente correto que distorce o real significado das palavras e reduzem o vocabulário permitido a uma limitada coleção de rótulos e chavões vazios mas sedutores. Por serem de cunho emotivo e compostos de neologismos artificiais em sua maioria ou totalidade, passam por aspirações nobres e naturais da civilização e de toda a humanidade… Pura vigarice semântica e ideológica!

  • marcelo almeida

    O mesmo se diga dessa esquerdalha que se apresenta com procuração etérea para corrigir as injustiças sociais do passado.

  • Christian Mirkos Santos Pereir

    Eu sei como mudar o mundo: faça-o a partir de si mesmo e eduque seus filhos para que sejam homens honrados e sábios. Você é responsável por seus atos e pela educação (formação completa) de seus filhos e se ao menos eles puderem formar famílias decentes e tratarem seus cônjuges com respeito a amabilidade o mundo melhorá porque as famílias serão melhores. Enquanto a escola informa a família forma, moldando, o caráter das futuras gerações. Pense nisto!