cultura


Candidatos, realidade e abstratices

Nenhum plano econômico do mundo, por lindo que seja ou pareça, justifica que, num país onde o rígido controle de armas produziu setenta mil homicídios por ano, alguém em seu juízo perfeito vote num desarmamentista. * Qualquer candidato a presidente que não dê prioridade máxima a garantir a segurança da população e salvar a educação […]

Fidelidade no casamento

Da página da Léa Nilse Mesquita : “Impressionante! – acho que essa é a frase que mais uso no meu dia-a-dia. E, ontem, era ela que me vinha ao ler comentários feitos à postagem que fiz de uma nota de Olavo de Carvalho, que volto a copiar pra facilitar a compreensão do que aqui vou […]

Show business

Não acho injusto que tipos como o Clóvis de Burros, o Leandro Espiritual e o Mário Sérgio Nutella ganhem mais dinheiro que eu. Afinal, estou no ramo da educação e da alta cultura, que no Brasil nunca foi dos mais rentáveis, e eles no das diversões públicas, do entretenimento, no qual seus ganhos são até […]

The Promise: uma história sobre genocídio armênio

A campanha organizada contra o filme “The Promise” pelos negadores profissionais do genocídio armênio indica que o filme é bom e importante. Vou ver: Empires fall. Love survives. Oscar Isaac, Charlotte Le Bon, and Christian Bale star in the powerful film The Promise – in theaters April 21. pic.twitter.com/3jukZjXdsX — The Promise (@thepromisefilm) 2 de […]

Trump, perseguição anticristã e a desonestidade da grande “mérdia”

“Deus não me deu a Roxane porque eu merecia, mas porque eu precisava.”

Agora que a USP está se metendo a fiscal da idoneidade jornalística alheia, é bom lembrar:

http://www.midiasemmascara.org/arquivos/3077-observatorio-de-midia-da-usp-bilionario-esquema-de-poder.html

*

Quando recentemente o Obama fechou o acesso aos refugiados cubanos, ninguém na esquerda reclamou.

O conservadorismo no Brasil

Um país de maioria conservadora sem um só partido conservador, um só jornal diário conservador, um só canal de TV conservador, uma só universidade conservadora, é por si a maior aberração política de todos os tempos

O brasileiro é conservador mas vive num país onde: O conservadorismo é proibido. O anticomunismo é proibido. O antifeminismo é proibido. O antigayzismo é proibido. Para ter o direito de dizer alguma coisinha, o povo tem de fingir que é apolítico e que está apenas “contra a corrupção”. E o mais incrível é que, mesmo preso nessa camisa-de-força ideológica, ainda consegue alguma vitória de vez em quando.

Fechem o CFP

A arte tradicional da dialética, desenvolvida em dois mil e quatrocentos anos de prática filosófica, determina que nunca se deve discutir ou atacar uma tese antes de havê-la compreendido. A experiência brasileira dos últimos anos parece sugerir que esse preceito está superado: cada um se sente tanto mais autoconfiante e imbuído de certeza absoluta ao investir contra uma idéia quanto menos é capaz de compreendê-la e até mesmo de concebê-la. O ideal, mesmo, é ignorá-la por completo.

A nova regra é seguida não só por blogueiros, jornalistas e professores, mas até por entidades oficiais incumbidas, legalmente, de representar a autoridade máxima no assunto ignorado.

The Enemies Within, novo curso, arrependimento e consciência, etc.

Assisti hoje à première local do filme do Trevor Loudon, “The Enemies Within”, baseado no seu livro homônimo. É com certeza o documentário mais importante já produzido sobre o poder avassalador do movimento comunista americano nas últimas décadas.

País de merda cheio de filhos da puta

odcQuando conheci o Arruinaldo Azevedo, ele não sabia NADA sobre o Foro de São Paulo, e ainda permaneceu incrédulo por alguns anos, quando então começou a alardear que os únicos a falar do assunto na mídia “fomos eu e o Olavo de Carvalho” (nessa ordem).

Assim como ele, inúmeros outros, que sem mim não teriam sabido nada não apenas do Foro de São Paulo, mas de tudo o mais concernente à hegemonia comunista no Brasil, têm de empinar os narizinhos e fazer pose de superiormente independentes, para camuflar a lentidão paquidérmica, a indolência obscena das suas mentes incapazes de perceber algo por si mesmas. Cada um dos que proclamam “nada devo ao Olavo de Carvalho” que trate de provar que já tinha clara consciência crítica da hegemonia comunista no Brasil antes de publicados os meus livros “A Nova Era e a Revolução Cultural” (1993) e “O Imbecil Coletivo” (1996).

O impeachment de Dilma Rousseff

Bem lembrado pela Lilian Cristina :

jpl

*

O problema do Brasil não é o Collor, não é o FHC, não é o Lula, não é a Dilma. É a porra do SISTEMA, o estamento burocrático e suas malditas instituições.

Tanto o impeachment do Collor quanto o da Dilma não são vitórias do povo contra o sistema, mas vitórias do sistema contra os seus próprios elementos disfuncionais. Só isso. Ou, em outras palavras: grande merda.