História


A principal finalidade da educação superior

Quando não temos consciência das origens históricas dos nossos hábitos e julgamentos cotidianos, tornamo-nos escravos da sociedade presente, dando valor de coisa eterna, absoluta e imutável ao que é temporal, relativo e transitório. A principal finalidade da educação superior é libertar o ser humano dessa prisão, ensinando-o a pensar, julgar e sentir na escala da […]

Samba-do-comunista-doido

A história do discurso comunista divide-se, “grosso modo”, em três fases: o internacionalismo proletário de Lênin, o terceiromundismo “anti-imperialista” de Stálin a Brejnev e o multiculturalismo globalista de maio de 1968 em diante. O primeiro desapareceu do cenário. O segundo sobrevive, no mundo, apenas como resíduo nostálgico. O terceiro fez da esquerda mundial a serva […]

Clamores de justiça e Bertolt Brecht

Já me fizeram de trouxa várias vezes, e nunca me ofendi demasiado por isso, pois não me gabo de ser o mais esperto dos espertos. Mas, se um sujeito não tem outra arma na luta pela vida senão a astúcia, ser ludibriado é a mais humilhante das ofensas. Nenhuma ira se compara à do vigarista […]

Márcia Tiburra e a ampliação forçada do termo “fascismo”

Segundo a sapientíssima Márcia Tiburra, o “fascista” nega ao seu adversário o direito de existir, ou pelo menos de ser ouvido. Mas há maneira mais brutal e eficiente de negar a alguém o direito de existir e de ser ouvido do que chamá-lo de “fascista”? Tão logo assim carimbado pelo crime hediondo de ser contra […]

Educação e arte

Resultados da educação moderna: http://www.nbcnews.com/…/mental-health-problems-rising-amon… Conclusão de anos de estudo da História: Há cus imensuráveis. * Semana de Arte Moderna de 1922: Mário de Andrade era um idiota presunçoso, Oswald um picareta esperto. Do movimento, só sobrou quem não estava lá: Manuel Bandeira, Drummond, Jorge de Lima. * Da obra inteira do Mário de Andrade […]

Cultura materialista e democracias modernas

Nenhum problema dura para sempre, mas alguns duram mais que a gente. Séculos de cultura materialista nos ensinaram a enxergar o mundo material como realidade onipresente e decisiva, em cima da qual a imaginação humana constrói mundos espirituais de existência duvidosa, embora possível, sustentados apenas no desejo ou na “fé”. Essa tornou-se a visão espontânea […]

No instante em que você abre um livro

A literatura é, no nosso trato com a realidade da experiência, o espelho em que Perseu olha o rosto refletido da Medusa, neutralizando o feitiço da visão direta e crua. * Uma realidade que seja rebelde a todo tratamento literário é um turbilhão hipnótico e devastador, um flagelo incompreensível que reduz as consciências à total […]

Olavo: “Será que agora vocês entendem?”

Não adianta chorar sobre o leite derramado, mas agora, finalmente, terá ficado claro aos olhos de todos por que, em vez do impeachment da Dilma, era absolutamente necessário exigir a anulação total das eleições de 2014 e a prisão dos membros do TSE? Em março de 2015, o povo tinha força para isso. Bastava organizá-lo […]

O conservadorismo no Brasil

Um país de maioria conservadora sem um só partido conservador, um só jornal diário conservador, um só canal de TV conservador, uma só universidade conservadora, é por si a maior aberração política de todos os tempos

O brasileiro é conservador mas vive num país onde: O conservadorismo é proibido. O anticomunismo é proibido. O antifeminismo é proibido. O antigayzismo é proibido. Para ter o direito de dizer alguma coisinha, o povo tem de fingir que é apolítico e que está apenas “contra a corrupção”. E o mais incrível é que, mesmo preso nessa camisa-de-força ideológica, ainda consegue alguma vitória de vez em quando.

Fechem o CFP

A arte tradicional da dialética, desenvolvida em dois mil e quatrocentos anos de prática filosófica, determina que nunca se deve discutir ou atacar uma tese antes de havê-la compreendido. A experiência brasileira dos últimos anos parece sugerir que esse preceito está superado: cada um se sente tanto mais autoconfiante e imbuído de certeza absoluta ao investir contra uma idéia quanto menos é capaz de compreendê-la e até mesmo de concebê-la. O ideal, mesmo, é ignorá-la por completo.

A nova regra é seguida não só por blogueiros, jornalistas e professores, mas até por entidades oficiais incumbidas, legalmente, de representar a autoridade máxima no assunto ignorado.